sexta-feira, 11 de outubro de 2013

Imagine Hot com Zayn Malik e Harry Styles




Nada Que Um Amigo Não Resolva...
AUTORA: PRINCESS


Eu toquei a campainha e rapidamente arrumei a minha blusa que tinha subido um pouco. A porta se abriu e antes que eu notasse, um par de braços me enlaçou e me puxaram pra dentro do apartamento do meu namorado e logo minhas costas foram de encontro com a parede, me tirando o ar.
- Harry, o que- - ele me cortou antes que eu terminasse a frase, dando um beijo demorado e até meio rude. Meio desesperado. As mãos dele segurando as minhas em cima da minha cabeça. Ele forçou sua língua para dentro da minha boca e gemeu durante o beijo.
Uma de suas mãos se moveu para meus seios e os apertou suavemente, enquanto a outra segurava as minhas mãos ainda. Ele se afastou, ainda me deixando com o quadril encostado no dele, seus olhos encontraram os meus e um sorriso malicioso surgiu em seu rosto.
- Oi amor. – ele sussurrou baixinho. Sua voz rouca me fazendo respirar pausadamente – Eu estive esperando por você. – Eu ainda estava demasiada tonta por causa do beijo pra responder. Foi aí que eu vi Zayn no sofá, sentado com a mão no meio das pernas.
- Harry, por que... O que está acontecendo e porque o Zayn está... O que ele está fazendo... O quê...? – Uma risadinha safada saiu da boca de Harry e eu consegui senti sua respiração acertando meu rosto, vendo que havia apenas alguns centímetros de distância entre nós dois. Harry subiu sua mão até meu rosto e acariciou com as costas da mão.
- Oh (S/N)... Você tem estado tão estressada por causa do seu trabalho, e eu só quero que você relaxe um pouco, mas eu acho que não consigo dar conta disso sozinho. E quem melhor pra me ajudar do que o meu melhor amigo?
Ele depositou um leve beijo na minha bochecha antes de começar a falar novamente, mas não comigo dessa vez.
- Zayn, cara, vem cá – O garoto que estava no sofá se levantou com um pulo e veio andando até mim e parou na frente do meu namorado. Eu olhei de um para o outro pelo tempo que pude jurar que duraram horas. Zayn tinha um sorrisinho ainda mais perturbado que Harry. Eu engoli em seco. Eu não podia negar, Zayn era realmente lindo e antes de começar a namorar Harry, eu tivera uma quedinha por ele. Talvez fosse por causa dos seus olhos, ou talvez seu sorriso...
- Oi anjo, Harry me disse que ele precisava de um pouquinho de ajuda e que pessoa horrível eu seria se não estivesse disposto a ajudar meu amigo? Estou sempre aqui quando ele precisa – Zayn começou a falar enquanto Harry brincava com o lóbulo da minha orelha como se fosse um gatinho, como se estivesse distraído pelo meu brinco, nem sequer notando eu e Zayn. De qualquer maneira, sua outra mão não soltou as minhas que continuavam presas acima de mim. Eu não tinha fuga. Não que eu quisesse fugir. Já estava interessante demais pra isso...
Eu virei a cabeça e olhei pra Harry, que simplesmente picou pra mim, antes de voltar a brincar com a minha orelha. Zayn fuçou no seu bolso traseiro e tirou um par de algemas.
- Você anda com um par dessas no bolso? – perguntei com a sobrancelha erguida.
Zayn sorriu, mas não disse nada, apenas se aproximou de mim. Ele prendeu as algemas nos meus pulsos e passou a corrente pelo ferro de uma prateleira que Harry tinha ali em cima. Parece que eu ia ficar de pé.
Meu gatinho parou de brincar com a minha orelha de repente e deu um passo para trás, da mesma maneira que Zayn. Eles ficaram lado a lado, apenas a um pé de distância de mim, enquanto moviam os olhos de cima abaixo em cima do meu corpo.
- Olha pra ela, cara... – Harry disse como se estivesse em um transe. – Ela não é linda?
- É sim... Não posso esperar pra brincar com ela – Zayn respondeu em transe também. Harry pareceu sair do transe e virou pra Zayn, dando um belo tapa no topo da sua cabeça.
- Ow! Cara, que porra foi essa!? – Zayn disse, massageando o topo da cabeça. Isso me fez soltar uma risadinha baixa, o que fez Harry mover os olhos pra mim.
- Achou isso engraçado, (S/N)? – ele disse se aproximando de você de novo. – Espere até a gente acabar com você, amor. Isso vai ser engraçado. – Eu engoli em seco e fechei os olhos, pensando sobre como eu tinha vindo parar nesse cenário.
Eu tinha acabado de voltar do trabalho, frustrada como de rotina e pronta pra me atirar na cama, mas meu telefone tinha tocado. Era Harry, pedindo pra que eu fosse até a casa dele, já que ele não estava com humor pra dormir sozinho e queria alguém pra passar a noite. Eu achei tão fofo, por que ele parecera um garotinho de cinco anos pedindo um biscoito. Eu tinha decidido que iria atender aos pedidos de aconchego dele, nem sequer troquei de roupa, mas fui pra casa do Harry. Olha onde eu estava agora. Parabéns (S/N), fez tudo certinho. Incrível.
Alguns minutos atrás eu estava na frente do prédio, pegando o elevador para o 7º andar, andando até a porta branca com o número 21 em dourado, tocando a campainha. Alguns minutos atrás eu tinha total controle sobre o meu corpo, mas agora... Agora eu estava sendo “forçada” a desistir e deixar esses dois garotos tomar conta de mim do jeito que eles quisessem. Não que eu estivesse reclamando...
Harry virou seu rosto em sua mão e me beijou gentilmente. Deixei meus olhos se fecharem, como sempre acontecia quando sua boca tocava a minha. Como de costume, eu me perdi em nosso beijo. Ele me beijou com calma e com carinho, diferentemente da maneira que ele fez quando eu cheguei. Deixei minha língua dançar com a dele e eu me senti flutuar. Ele foi pra trás devagar e então sussurrou baixinho no meu ouvido.
- Zayn vai te beijar agora, então você pode relaxar com ele, ok (S/N)? – Eu assenti e ele se afastou, dando um beijo na minha bochecha antes de ir totalmente. Zayn se aproximou, mas Harry o parou e sussurrou algo no ouvido dele. Imaginei que fosse algo do tipo: “Não force a barra”, e eu não pude evitar em sorrir. Harry era perfeito. Zayn assentiu. O rosto dele estava a centímetros do meu quando ele sussurrou:
- Vou te beijar agora, ok querida? – Eu assenti assustada com o que iria acontecer agora e Zayn pôs os lábios dele suavemente em cima dos meus. O beijo começou devagar e ele deslizou sua língua pra dentro da minha boca, me fazendo suspirar, mas não parar. Sua língua quente contra a minha brincou e encostou suavemente nos meus dentes superiores. O gosto de Zayn era doce, com um pouquinho de acidez. Ele era maravilhoso, e por mais difícil que fosse admitir, ele beijava ainda melhor que Harry. Eu comecei a gemer sem notar e isso fez Zayn enfiar deus dedos no meu cabelo, mas foi aí que Harry separou nós dois.
- Ok, chega de beijo. Eu acho que ela já relaxou...
Harry olhou pra Zayn de uma maneira que parecia meio ciumento.
- Ei, calma cara, você me pediu isso, mas se você quiser a gente pode parar...
- O quê? Agora a culpa é minha, huh!? – Harry exclamou. Eu respirei fundo. As coisas estavam começando a sair do controle.
- Harry – pedi – Por favor, se acalme... Foi ideia sua, mas nós não precisamos fazer isso se você não estiver confortável com isso...
- Vamos tentar mais uma vez antes que eu mude de ideia... – ele disse olhando pra Zayn – Desculpe gritar com você. Sou um idiota, sei disso...
- Ei cara, de boa – Zayn falou sorrindo. Ele se virou pra mim e deu uma piscadela. Eu sorri e corei, o que fez Harry rir um pouco.
- Ok, vamos voltar ao trabalho – Zayn falou fechando as mãos juntas como se estivesse se aquecendo, o que fez Harry rir. Mas não por muito tempo, por que Harry se adiantou e começou a me beijar de novo. Zayn se aproximou e começou a retirar todos os prendedores do meu cabelo, um por um. O meu coque já estava completamente desarrumado graças a ele, mas agora ele caia solto sobre os ombros. Os dedos de Harry imediatamente os acharam, tentando os afastar de meu rosto delicadamente. Zayn então foi até a barra da minha blusa, a erguendo e tirando de dentro da saia, fazendo Harry parar o beijo apenas por um instante para que a blusa passasse. Não deu pra tirar a camiseta completamente, já que eu estava algemada, então Zayn só a deixou presa em minhas mãos. Suas mãos fizeram o caminho direto até os meus seios, ainda protegidos pelo sutiã e começou a massageá-los, o que me fez gemer baixinho na boca de Harry. Zayn passou uma de suas mãos pelo lado do meu corpo, enquanto a outra sumiu por debaixo da minha saia. Ele começou a beijar o meu pescoço, deixando algumas mordidas onde ele queria, enquanto seus dedos me acertaram por cima da minha calcinha, me fazendo gemer. Eu pude sentir ele dando a sua última mordida e também mais caprichada antes de se afastar e se ajoelhar. Harry se afastou e eu olhei pra baixo pra Zayn. Ele piscou pra mim e então sumiu em baixo da minha saia. Ele puxou a minha calcinha para o lado e então pôs a boca em mim.
Eu fechei os olhos e deixei a cabeça cair pra trás, e conforme senti que iria cair, minhas mãos envolveram o ferro que segurava tanto a prateleira quanto eu. Eu fechei os olhos ainda mais forte e nem sequer notei que Harry tinha desaparecido. A língua de Zayn dançou por mim repetidamente, antes de diminuir a velocidade abruptamente causando uma sensação incrível, e então começando tudo de novo, apenas me fazendo querer mais. Sem notar, eu empurrei meu quadril em direção a Zayn.
- Ai meu Deus, Zayn... – eu gemi abrindo os olhos. Conforme eu abri, vi Harry voltando da cozinha com uma caixinha de plástico nas mãos.
Ele sorria misteriosamente quando deu um tapinha de leve no ombro de Zayn, que parou imediatamente e se afastou. Harry pôs a caixinha numa mesinha ali perto e Zayn abaixou a minha saia, que caiu nos meus tornozelos. Rapidamente, sai de dentro dela e a chutei pra longe. Agora, eu estava simplesmente com meus saltos vermelhos, e lingerie preto.
- O que tem na caixa? – perguntei ainda respirando sem controle.
- Você está muito quente, (S/N). Vamos ter que te esfriar um pouco.
Com isso, Zayn se aproximou e tirou o meu sutiã, e abaixou a minha calcinha até o chão. Ele deu um passo pra trás até Harry e me olhou de cima a baixo.
- Ela é maravilhosa, cara. Você é sortudo...
Harry sorriu e assentiu antes de virar pra mim.
- Aproveite o show, (S/N) – Harry disse.
Ambos removeram suas camisetas e Harry se virou pra mim, encostando seu peito contra o meu. Ele sabia que eu amava seu abdômen, e estava me provocando, por que eu não podia tocá-los.
Harry começou a brincar com a língua em meu pescoço. Eu fechei os olhos quando vi Zayn se aproximando, e sem delongas ele começou a dar ao outro lado do meu pescoço o mesmo tratamento. Eu suspirei. Era tão bom ter dois deuses do sexo “brincando” comigo desse jeito. Eu não queria que eles parassem. Foi só eu pensar nisso e eles se afastaram, como se pudesse ler a minha mente.
Suas bocas se moveram para os meus seios, sugando como se fossem dois bebês. Do instante que eles estavam sendo delicados, eles se tornaram firmes e até meio desesperados, e foi aí que Zayn começou a morder um enquanto Harry puxava com os dentes levemente os torcendo. Eu comecei a sentir um calor dominar o meu corpo inteiro. Harry foi o primeiro a se afastar, ele provavelmente achou que tinha me torturado o bastante. Ou ao menos, foi isso que eu pensei.
Ambos se afastaram e começaram a tirar suas calças. Agora, eles estavam apenas de boxers e eu podia ver suas ereções tentando sair. Harry andou até a mesa e pegou algo na caixinha. Ele voltou com dois cubos de gelo. Antes que eu pudesse pensar sobre o que ele faria em seguida, ele posicionou um em cada um dos meus mamilos. Eu deixei um chiado sair sem querer e tentei me afastar, por que estava tão gelado que doía. Parecia como pedaços de vidros.
- Ow... Harry... Pare... Por favor! Isso dói… - eu exclamei, mas ao invés de afastar eles, Harry simplesmente começou a fazer círculos com eles, só aumentando a dor. Eu já estava pensando que não iria aguentar mais, mas foi aí que a natureza fez o que ela mais adora: provar que eu estava errada. Eu comecei a sentir a mesma sensação no meu clitóris. Zayn tinha um terceiro cubo de gelo na mão, e estava distraído enquanto fazia círculos com ele. Em contraste da sensação dos cubos de gelo de Harry, a sensação do que Zayn estava fazendo na parte de baixo era incrível.
O gelo que estava me atormentando nas mãos de Harry começou a derreter, e logo não existia mais nada. Agora, ele estava ocupado em tirar cada gotinha de água que tinha restado nos meus seios com a boca, se demorando cada vez mais. Zayn ainda estava trabalhando com o cubo de gelo quando ele enfiou dois dedos dentro de mim de repente, os puxando pra fora e os pondo pra dentro no que se tornou uma velocidade impressionante.
- Ow, porra! Zayn ...! Ai meu Deus! – exclamei. Zayn diminuiu a velocidade e adicionou um terceiro dedo, lentamente se mexendo pra dentro e pra fora. Pra dentro e pra fora. No momento que eu ia tomar coragem e pedir pra que ele fosse mais rápido, ele adicionou um quarto dedo dentro de mim e começou a se mexer realmente rápido. O cubinho de gelo ali de baixo também derreteu, e Zayn o substituiu com a língua, subindo e descendo. Eu estava começando a sentir meu orgasmo chegar cada vez mais rápido.
- Zayn... Zayn... Ai meu Deus, Zayn...! – Como eu previ, o clímax veio logo enquanto eu gritava o nome dele.
- Isso mesmo (S/N), grite o meu nome o mais alto que puder... – Zayn encorajou.
Ele deu um passo pra trás e olhou pra Harry, que tinha a mão dentro das suas boxers, divertindo a si mesmo com a visão de mim tendo um orgasmo. Ele tirou a mão dali e me deu um beijo gentil.
- Você foi ótima, amor. Estou orgulhoso de você – ele sussurrou no meu ouvido. – Agora, vamos jogar um pequeno jogo. Nós vamos passar o cubo de gelo um pro outro com a boca. – Harry piscou, pegando outro cubo de gelo e o pondo dentro da boca. Ele veio na minha direção e me beijou, passando o cubo de gelo pra mim. A sensação de algo gelado dentro da guerra quente que era aquilo era incrível. Ficamos ali por um tempo até que Harry se afastou, me deixando com o cubo.
- Ok amor, agora passe para o Zayn.
Eu virei a minha cabeça pra Zayn, que logo me tomou em sua boca. Eu abri a boca e ele o roubou, mesmo com nossas línguas brigando por ele. Zayn se afastou com o cubo de gelo por um tempo antes de voltar a me beijar, pra que eu pudesse pegar de volta e passar para Harry. O gelo não demorou muito pra derreter com toda essa sessão de amassos.
- Isso foi legal – Zayn falou.
- Ô se foi – Harry concordou.
Zayn se aproximou de mim e começou a me beijar, deixando nossas línguas brincarem juntas, enquanto Harry tomou conta dos meus seios. Zayn deslizou um dedo pra dentro de mim, e Harry o imitou. Eles não se mexiam no mesmo momento, o que dava uma sensação completamente estonteante. Harry retirou seu dedo depois de um tempo, pondo na boca.
- Hm... Doce como na primeira vez...
- Vamos tirar suas algemas agora pra que você possa fazer sua mágica, (S/N) – Zayn avisou me dando uma piscadela, enquanto soltava minha mão direita.
Zayn, cara, você primeiro. Eu vou fazê-la gozar. – Harry disse dando um tapinha nas costas de Zayn. Ambos removeram as boxers na minha frente e Zayn se aproximou de mim, minha respiração totalmente fora de controle.
- Você vai dar uma mãozinha para Harry, meu amor? – ele disse. Eu olhei pra Harry e assenti. Isso foi quando Zayn entrou em mim.
Deixei um gemido alto sair e fechei os olhos com força. Ele pausou por um momento enquanto estava inteiramente dentro de mim. Senti alguém puxando minha mão direita e instantaneamente eu sabia que era Harry. Ele posicionou a minha mão ao redor dele e então moveu minha mão pra cima e para baixo até que eu conseguisse manter um ritmo próprio. Harry gemeu algo que eu não entendi. Zayn agarrou a minha cintura e agilmente começou a me mover. Devagar no começo, mas ficando cada vez mais rápido.
- Zayn...! – exclamei –... Mais rápido...!
- Você quer que eu vá mais rápido, (S/N)?
- Sim! Ah... Por favor! – falei. Com isso ele aumentou totalmente a velocidade e com isso, a minha mão ao redor de Harry começou a se mexer mais depressa. Nós três soltávamos gemidos aleatórios, mas os três juntos.
- Meninos... Eu to perto...! – eu avisei. Instantaneamente, Harry tirou a minha mão dele, e deu a Zayn um pequeno empurrãozinho.
- Minha vez. Eu disse que eu iria fazê-la gozar.
Zayn diminuiu a velocidade e saiu de dentro de mim, me dando um selinho rápido antes de ficar do meu lado, respirando pesadamente. Eu levei minha mão até seu membro e comecei a fazer a mesma coisa que antes eu fazia com Harry.
Harry se aproximou do meu ouvido.
- Você está pronta para o pequeno... Bem, não tão pequeno assim Harry? – Eu assenti e ele entrou por inteiro dentro de mim sem aviso prévio.
- Ai meu Deus, Harry! – gritei.
Ele não se mexia tão rápido quanto Zayn, mas seus movimentos eram mais profundos, o que estava fazendo-o atingir o meu G-Spot*.
- Harry... Aí mesmo... Ah...! – Ele começou a se mexer de uma maneira mais rude e repetidamente minhas costas batiam na parede.
- Ow... – Harry gemeu – Você está tão apertada... Zayn, cara, você nem fez nada! Olhe pra ela... Ow...
- Bem não foi como se você me deixasse fazer qualquer coisa, né? – Zayn gemeu de volta. Eu senti o membro de Zayn na minha mão se contrair, conforme ele gozava. – Ai caralho! Puta que pariu... – ele exclamou.
A minha mão instantaneamente foi para o braço de Harry, pra me ajudar a me segurar, lembrando que a minha mão esquerda ainda estava presa.
- Harry... Eu vou gozar... – gemi em aviso, avisando o que iria acontecer previamente enquanto minhas costas continuavam a bater na parede.
- Isso é bom... – Harry gemeu – goze pra mim, (S/N). Grite meu nome...
Foi com isso que eu não aguentei mais e fiz o que ele mandou. Gritei o nome dele o mais alto que eu consegui. Harry enterrou o rosto no meu pescoço e eu arranhei as costas dele. Ele começou a se mexer mais rápido e rápido. Ele gozou ainda dentro de mim soltando alguns palavrões com isso.
- Ah... Porra! ... Ai cacete...
Nós dois estávamos respirando pesadamente quando ambos atingimos nossos orgasmos. Zayn já estava com a sua boxer e estava encostado na parede, parecendo estar cansado.
Harry saiu de mim e liberou a minha cintura, que eu notei que estava dolorida pela força de seus dedos que me seguravam. Depois disso ele soltou o meu pulso esquerdo. Eu estava exausta e sentia que minhas pernas não iriam me segurar mais, mas Harry me segurou a tempo de não cair. Ele me puxou pro seu colo como um bebê e então me carregou até seu quarto e me deitou na sua cama. Ele tirou os meus sapatos de saltos e saiu do quarto, voltando depois já com suas boxers vestidas. Zayn seguindo ele. Cada um deles deitou de um dos meus lados na cama, mas quem me puxou pra mais perto foi Harry, que passou os braços ao meu redor.
Eu deitei a cabeça no peito dele.
- Obrigada meninos... Isso foi incrível...
- Que bom que gostou, (S/N) – Harry falou. Ele beijou o topo da minha cabeça – Eu te amo.
- Eu te amo também, Harry. – eu disse enquanto inclinada a cabeça pra lhe dar um beijo na bochecha. Eu senti um par de braços me abraçando pela cintura.
- Boa noite, querida – Zayn sussurrou.
- Boa noite, Zayn.
E então eu dormi, nos braços dos dois garotos que eu mais amava no mundo.
FIM
CDT: HOT FICS 1D BR

9 comentários:

Carol disse...

ohh god, mais hot impossivel *O*

Anônimo disse...

AI MEU DEUS! Garota, esse foi um dos imagines Zarry mais perfeitos que eu já li.. Parabéns *u*

Anônimo disse...

Melhor Imagine qe eu li com Zarry<3

Karolynvitoria disse...

Cara minha vagina ta dolorida,só de ler esse imagine SUPER HOT,amei,e shippo Zarry!
Zarry é vida <3

Anônimo disse...

Esse é o hot mais hot do mundo *O* ai cara!!!!!

Anônimo disse...

G- Zuis...Menina que hot maravilhoso kkk (não sou tarada kkk). Ameiiiiiiii
Ass: Laah Malik

Ingrid Marletta disse...

Meu deus.... Ah, sem comentários

Ingrid Marletta disse...

Meu deus.... Ah, sem comentários

Vitória stylisom Malik Horan Payner disse...

Peefeitooooo😂😂😂😂😂😂😂